terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Medicina Mente-Corpo




Não há dúvidas de que a saúde da mente e do corpo estão intimamente conectadas. Diversos estudos reforçam a relação entre a vida psicossocial e a saúde física e trazem evidências de que o estresse, o temperamento e o modo de ver a vida dos seres humanos têm tudo a ver com a saúde orgânica, relacionando-se com doenças como câncer e doenças cardiovasculares.

Dados mostram que níveis de otimismo ou pessimismo (expectativas positivas ou negativas quanto ao futuro) e de hostilidade cínica (incapacidade de confiar e de se relacionar bem com outros) correlacionam-se com o aumento do risco de doença. Inclusive, já falamos sobre assuntos relacionados (Sobre como sair da rotina pode trazer benefícios à memória: http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2014/10/sobre-como-sair-da-rotina-pode-trazer.html e O quanto você pode fazer bem a si mesmo: http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2014/10/oquanto-voce-pode-fazer-bem-si-mesmo.html).

Como explicar fenômenos como, por exemplo, o aumento da mortalidade durante o luto de um cônjuge, a elevação do risco cardiovascular em pessoas com depressão, e a relação entre o stress a rapidez da progressão de HIV para AIDS?

Experimentos também demonstraram a ligação entre nossas emoções, o cérebro e o sistema imunológico, com evidências de aumento da resposta imunológica ao estresse e à ansiedade. Alguns caminhos dessa relação a ciência atribui ao eixo hipotálamo-hipófise-adrenal e ao Sistema Nervoso Simpático, sendo a área de estudo denominada psico-neuro-endocrino-imunologia.

Uma área da Medicina que está orientada no sentido de uma abordagem mais ampla, considerando o indivíduo em seu todo (corpo, mente e espírito) é a Medicina Integrativa (Medicina Integrativa: arte do cuidado: http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2015/01/medicina-integrativa-arte-do-cuidado.html).

Muitas formas de intervenção (terapia, meditação, exercícios de relaxamento e respiração, a participação do clínico, do psiquiatra, do psicólogo, o uso de medicamentos quando necessário e após avaliação das necessidades individuais) podem atuar nesse sentido, sendo ainda melhor se realizadas em conjunto e estando de acordo com a Medicina Baseada em Evidências. (Você sabe o que é Medicina Baseada em Evidências?: http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2016/02/voce-sabe-o-que-e-medicina-baseada-em.html).

O desafio agora é buscar a aproximação entre as intervenções com potencial para transformar a vida psíquica e o tratamento das doenças orgânicas, numa abordagem interdisciplinar.



Posts sobre MEDICINA, SAÚDE:
http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2014/10/posts-sobre-medicina-saude.html